Claudio Freitas

Claudio Freitas


Caminho Único


E agora o que  eu faço , 
no caminhar, por essas ruas escuras.
Se a cada paço , 
os meus estão a sua procura.

Dita me o caminho , que devo ir, 
seja la qual for.
Por que não há como prosseguir, 
longe de ti , amor .

E agora , o que posso fazer, 
para ver, o sol novamente, surgir.
Não depende de mim , mas de voce,
já que não me ensinou , a seguir.

A solidão se consolida no coração , 
fazendo dele, morada.
E tudo que eu penso , só tem uma direção , 
a nossa, estrada.

E agora, o que me diria, 
diante , o meu me perder.
Se a vida não é filosofia, 
do eu acho que pode ser.

Me leva, nessa hora 
mesmo que for no pensamento .
Para que a saudade vá embora,
e eu volte, para mim , correndo .

E tudo porque , 
meu caminho , é voce.

 

Claudio Freitas - O Príncipe dos Poetas

Câmara Municipal de Ibitinga

Últimas colunas

José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

Gandhi, Kardec e o Santo de Assis

Gandhi, Kardec e o Santo de Assis
Claudio Freitas

Claudio Freitas

Caminho Único

Caminho Único
José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

Ecumenismo é Paz no planeta

Ecumenismo é Paz no planeta