Logo Portal Ternura
13/07 - IBITINGA-SP
° °
Jótha Marthyns

Jótha Marthyns


TERRAQUEOS LOUCOS

Aqui também há cultos de idolatrias exageradas aos políticos enganadores que enriquecem as custas dos sofrimentos dos analfabetos políticos


Exemplos não faltam no Planeta, tão prodigo em adorar santos e ídolos  dos pés de barros. Aqui, Culto Messiânico a Lula,  tornou o PT gigante, mas hoje é o motivo da ruína do partido. A população brasileira, incluindo a de Monte Alto deve  sem perder sua capacidade de indignação, atentar para o muito de insultos praticados contra o Brasil pelo projeto lulo-dilmista-petista. Aqui  também muitos foram ludibriados.

* Jótha Marthyns

Todos sabem que também o Brasil tem escassos recursos simbólicos, em termos de história e de líderes significativos, que possam ser uma fonte de vida para mobilizar energias criativas e transformadoras de pessoas e do País.  

Prestem atenção, nos perigos das idolatrias de falsos mentores  políticos  e lideres religiosos enganadores.  Essas duplas agem em coleio, desde o Homos Sapiens.  Fazendo aqui uma rápida comparação entre idolatrias extremadas de  falsas lideranças que infestam todo o Brasil,  em relação análoga com o Planeta, é outro ponto que fincaremos em próximos comentários.

Rápida retrospectiva histórica para ver que não aprendemos nada.  O que você sabe da história do  Rei Leopoldo II da Bélgica causador da morte  de 10 milhões de africanos no Congo nos anos de 1885? O quesito crueldade e perversidade, seus feitos são equiparáveis ou até piores do que os de ditadores brutais  que o sucederam.

O mundo esqueceu as atrocidades praticadas na Primeira Guerra Mundial, seguida por um  Cabo do Exercito semi analfabeto, chamado Hitler, causador da morte de milhões de seres humanos  e da Segunda Guerra Mundial. Rápida trégua de paz  e  acontece a Guerra da Coréia, Guerra do Vietnam.

Lembram-se do ditador de Uganda? Idi Amim Dada? O sucessor de Nero,  um dos ditadores mais brutais e insanos da África só foi deposto após matar cerca de 300 mil pessoas. E do Imperador  Hailé Selassié, 'deus' Rastafari na Etiópia? E de Jean-Bédel Bokassa, Imperador da África Central?

E tampouco, acompanhado pari passu, o momento do planeta,   Monte Alto, nem se importa com tragédias humanitárias do planeta causadas pelos  ditadores  Muammar al-Gaddafi na Libia,  Saddam Hussein do Iraque.

O que voce sabe dos  crimes cometidos durante a Guerra da Bósnia (1992-1995)?  Na cidade de Srebrenica, na antiga Iugoslávia, ocorreu  massacre em apenas uma semana, entre os dias 11 e 15 de julho de 1995, 8.373 bósnios muçulmanos foram mortos por tropas sérvias.

Voce comenta na Faculdade, na sua Igreja,  os acontecimentos da Siria, com  Bashar Hafez al-Assad? Monte Alto só assiste pela TV e emociona-se. Nada mais.

Fora as guerras o fanatismo religioso também provoca genocídios. No dia  18 de novembro de 1979, 918 pessoas morreram, incluindo crianças, adolescentes adultos e idosos em um misto de suicídio coletivo e assassinatos. Lembram disso?  

Foi  na Guiana Inglesa,  em  Jonestown, com o  Projeto Agrícola do Templo do Povo, uma comuna fundada por Jim Jones, pastor e fundador do Templo Popular, seita pentecostal cristã de orientação socialista.

Mais  fanatismos co mortes.    Uma seita do ramo Davidiano da Igreja Adventista,  ocorreu em 19 de abril de 1993  na Cidade de Waco  no centro do  Texas. O local  foi cenário de massacre com 76 mortos. Homem que se dizia "profeta" incendiou seita cercada pelo FBI, matando seus seguidores, incluindo 20 crianças, duas grávidas e o próprio David Koresh.

Caio na real. Brasil 2017. Assistindo os  noticiários da TV, Jornal da Band e JN,  sinto nojo de olhar para a cara deslavada  dos acusados de corrupção quando alegam inocência.

Ex-presidentes da República, Presidentes do Senado, Câmara Federal, Ministros, Senadores, governadores, deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores,  os  “Inocentes de Mãos e Fichas Sujas”, seguido de empresários, doleiros, empreiteiras e seus executivos,  empresas estatais e órgãos do governo. 

Nunca na história deste País, tivemos um presidente causador de  alto poder destrutivo. Luiz Inácio Lula da Silva,   estava no topo da pirâmide do poder  e foi único causador de tanta lama misturada com cloacas esparramada por todo o Brasil. Tinha tudo para ser um grande estadista. Idolatrado, adorado pela sofrida massa do Norte Nordeste em troco de trinta tostões mensais.

Recebeu 33 doutor honoris causa  (17 destes em universidades do exterior). Sonhava chefiar a ONU. Queria o Nobel da Paz.  Preferiu a camarilha do poder e por no seu bolso milhões de  moedas, morar em  tríplex e sitio.   

 Se vivo fosse, Rei-Sol, Luís XIV  teria municiado essa quadrilha  com a essência do poder: − Après moi, le déluge! Depois de mim, o dilúvio!

Muito tempo ainda há de passar até que o Brasil possa apurar o montante de maldades e prejuízos que o lulo-dilma-petismo causou e ainda causa ao Brasil, pela forma patrimonialista como o ex-presidente e seus asseclas, se apossaram do país dando aos recursos de todos os brasileiros um caráter particular, de propriedade do apedeuta e seu partido. O PT começou com presos políticos e caminha para sua extinção agora com políticos presos.

 O prof. Marco Antonio Villa, da Revista Veja, que também é professor de História da USP, e comentarista da TV Cultura, diz que “o Lula é o maior ladrão que já apareceu em um Governo no Brasil, e que  é ele o chefe da Máfia do PT, ou da Quadrilha dos Petralhas” (uma alusão ou trocadilho com os Irmãos Metralhas da antiga revistinha de desenho da Editora Abril).

O leitor a leitora,   possivelmente angustiados com esta minha  dialética respondam se forem capazes: “ continuam acreditando em Papai Noel,  Duendes, Coelhinho da Pascoa? Ou sonhando  ser o único apostador ganhador da Megasena acumulada  do Natal?

Filosofando em considerações finais.   O francês Charles-Louis de Secondat (1689-1755), também conhecido como Barão de Montesquieu, tem uma frase  engenhosa: -  ‘Carcará, pega, mata e come’. Desce o pano. Agoniza Brasil. Agoniza Monte Alto.

Fica esclarecido a você que me acompanhou até aqui a  evidencia de  que esta manifestação, com o espírito da contradição entre as mais variadas teses e antíteses,  diante da importância do tema, não esgota o assunto para reflexões e analises aprofundadas e  como todo pensamento opinativo, ficcionista,  poderá  ser interpretado com imperfeições. Submeto-me  às  criticas e sugestões. Obrigado por ter lido.

*José Benedito Martins (Jótha Marthyns)  -  Jornalista,  editor MTB n.º 232/ SP, do Jornal A Tribuna, em Monte Alto/SP. e do Jornal A Tribuna Web Noticias. Repórter multimídia. Radialista. Influenciador digital. Idealizador, apresentador do Jornal da Tarde no Facebook. Colunista/Articulista no Portal Ternura FM / Ibitinga-SP. Publicitário. Palestrante – Mestre de Cerimonias -  Bacharel em Direito/2012. Curso Superior de Tecnólogo de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública I (Curso de Formação de Sargentos da PMESP); Cavaleiro em Comenda outorgada pela Soberana Orden Militar y Hospitalaria de Caballeros y Damas Nobles de Andalucía del Infante  Don Fernando y Santa Eufemia. - E-mail  [email protected]

Câmara Municipal de Ibitinga

Últimas colunas

Jótha Marthyns

Jótha Marthyns

Covid-19: de mãos dadas com a maldição de Cronos

Covid-19: de mãos dadas com a maldição de Cronos
Elizandra Souza

Elizandra Souza

Pandemia e ansiedade infantil

Pandemia e ansiedade infantil
José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

O Divino Referencial Jesus

O Divino Referencial Jesus