Logo Portal Ternura
13/07 - IBITINGA-SP
° °
Juliana Boldrin

Juliana Boldrin


Depressão


É natural sentirmos tristeza e desânimo em alguns momentos da vida, mas quando esses sentimentos permanecem e tomam conta do dia-a-dia, afetando a sua funcionalidade, é preciso ter atenção.   

O transtorno depressivo vai muito além da tristeza. O indivíduo passa a ficar desanimando constantemente, perde o interesse pelos amigos, família e pelos momentos de lazer –  os sintomas são intensos e causam riscos e consequências para a saúde e vida social, podendo levar até mesmo ao suicídio.

Atualmente, a depressão atinge grande número de pessoas no mundo todo, sendo causada por fatores, como: 

- Solidão

- Momentos de luto

- Momentos estressantes 

- Problemas de saúde

- Problemas conjugais e familiares

- Dificuldades financeiras

- Traumas na infância

- Abuso de substâncias químicas 

- Histórico de depressão na família 

 

Em geral, o portador do transtorno depressivo percebe que não está bem, mas acredita que estes sintomas são mais um sinal de “fraqueza” do que realmente uma doença, fato que geralmente lhe impede de procurar ajuda –  a depressão não é “fraqueza”, mas, sim, uma realidade social gerada por esgotamento emocional e não deve ser ignorada. 

 

Alguns sinais e sintomas típicos são: 

 

- Irritabilidade

- Choro freqüente

- Perda de interesse por atividades que gostava

- Tristeza excessiva sem motivo aparente

- Mal-estar físico

- Autocrítica excessiva (negativa), sentimento de culpa e inutilidade

- Alterações no sono

- Alterações no apetite

- Cansaço exagerado e perda de energia

- Dificuldades de concentração

- Isolamento familiar e social

- Baixa autoestima

- Pensamentos suicidas

É preciso que haja conscientização sobre o fato de que a depressão é uma doença que pode levar a morte se não for tratada.  Se o individuo apresentar de quatro a cinco sintomas, todos os dias, por um período de pelo menos duas semanas, é preciso buscar ajuda médica e psicológica para que seja tratado adequadamente, evitando uma situação mais grave.

Vale lembrar que o apoio da família é fundamental para a identificação da doença e para que o tratamento seja bem-sucedido. 

 

Psicóloga Juliana Boldrin 

Atendimentos para crianças, jovens e adultos

Fone: (16) 99799- 4770

Clínica FisioMais 

Facebook: https://www.facebook.com/psicologajulianaboldrin

Câmara Municipal de Ibitinga

Últimas colunas

Jótha Marthyns

Jótha Marthyns

Covid-19: de mãos dadas com a maldição de Cronos

Covid-19: de mãos dadas com a maldição de Cronos
Elizandra Souza

Elizandra Souza

Pandemia e ansiedade infantil

Pandemia e ansiedade infantil
José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

O Divino Referencial Jesus

O Divino Referencial Jesus