Porque amamos nossos filhos devemos dizer NÃO.

Compartilhe:

Estabelecer regras e limites na relação com os filhos é importante. Dizer "NÃO" se faz necessário e deve ser pensado como uma maneira de ama-lo. O “Não” começa a ser compreendido a partir do momento que é inserido pelos pais na vida da criança e deve ser dito sempre que a criança apresentar um comportamento inadequado.

     A partir dos dois anos, elas já conseguem entender de forma mais clara as explicações verbais para o não. Na fase de compreender o que é explicado vale sempre orientar e deixar claro o motivo pelo qual está chamando a sua atenção. Contudo esteja atento para não falar “nãos” sem necessidade, caso contrário ele perde o seu valor.

      A ausência de regras e limites na educação de uma criança pode trazer problemas na sua relação com o meio e pode contribuir para que sejam adolescentes e adultos com falhas em seu desenvolvimento pessoal e social isso implica não saber lidar com frustrações, comportamentos infratores e até mesmo desenvolvimento de alguns transtornos psicológicos.

     O castigo físico não é mais aceitável em um mundo de crescente violência, pois quando os pais batem o fazem com raiva, e bater não apresenta nenhum tipo de caráter educativo, gera medo, revolta e ressentimentos.

      Em muitas situações as crianças apresentam comportamentos indesejáveis porque não recebem atenção dos pais, porque podem estar convivendo em  ambientes de agressividade, esteja atento a tudo isso antes de querer apenas corrigir seu filho observe o que está sendo oferecido  como modelo de comportamento frente as situações cotidianas. Todos nós precisamos  de demonstrações de afeto com atitudes.

     Vale lembrar que os pais precisam estar de acordo com as decisões tomadas em relação a educação dos filhos, principalmente regras e suas conseqüências. É prejudicial para a criança que o pai desautorize uma regra estabelecida pela mãe e vive-e-versa, principalmente se isso acontece na frente da criança.  Importante lembrar que não existe um manual de instruções para educar filhos contudo o amor e o diálogo são a base para estabelecer uma boa relação!

     Não se deve voltar atrás de um limite estabelecido sob pena de ensinar a criança que regras servem para ser descumpridas. Crianças se sentem mais seguras sabendo o que podem ou não fazer. É muito importante o acompanhamento dos pais, incentivando e valorizando as atitudes dos filhos, mostrando que se preocupam com eles, afeto e carinho são primordiais.

     Em casos de dúvidas procure um profissional qualificado para esclarecê-las.

               Um Abraço da Psi a todos!

 

Psicóloga Talita Andrade Deltorto #Crianscendocriança

LUDOTERAPIA (Atendimento da criança e da família.)

Agendamentos: (16)99158-4014

Publicidade

Publicidade

Últimas colunas

Isabela Manchini
Isabela Manchini ACEITAÇÃO DOS CORPOS FEMINOS E SEXUALIDADE
ACEITAÇÃO DOS CORPOS FEMINOS E SEXUALIDADE
Isabela Manchini
Isabela Manchini DIREITOS SEXUAIS E DIREITOS REPRODUTIVOS: ENTENDA COMO FUNCIONAM
DIREITOS SEXUAIS E DIREITOS REPRODUTIVOS: ENTENDA COMO FUNCIONAM
Maria Eugênia Pinheiro Sena da Silva
Maria Eugênia Pinheiro Sena da Silva 'BRINQUEDOS DE MENINA' E SEU PAPEL NA REPRODUÇÃO DE COMPORTAMENTOS
'BRINQUEDOS DE MENINA' E SEU PAPEL NA REPRODUÇÃO DE COMPORTAMENTOS

Publicidade

Últimas colunas

Isabela Manchini
Isabela Manchini ACEITAÇÃO DOS CORPOS FEMINOS E SEXUALIDADE
ACEITAÇÃO DOS CORPOS FEMINOS E SEXUALIDADE
Isabela Manchini
Isabela Manchini DIREITOS SEXUAIS E DIREITOS REPRODUTIVOS: ENTENDA COMO FUNCIONAM
DIREITOS SEXUAIS E DIREITOS REPRODUTIVOS: ENTENDA COMO FUNCIONAM
Maria Eugênia Pinheiro Sena da Silva
Maria Eugênia Pinheiro Sena da Silva 'BRINQUEDOS DE MENINA' E SEU PAPEL NA REPRODUÇÃO DE COMPORTAMENTOS
'BRINQUEDOS DE MENINA' E SEU PAPEL NA REPRODUÇÃO DE COMPORTAMENTOS

Publicidade