Logo Portal Ternura
16/09 - IBITINGA-SP
° °
Yussif Ali Mere Jr

Yussif Ali Mere Jr


Enfermagem: profissão que faz a diferença


O mundo comemorou em 12 de maio o Dia Internacional da Enfermagem. Nessa mesma data começou este ano, no Brasil, a Semana da Enfermagem, que vai até 20 de maio, data em que se comemora também o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. Os enfermeiros são peças fundamentais no escopo da assistência e ganham cada vez mais espaço dentro do sistema de saúde.

Responsável direta pelo cuidado, pela assistência e pelo bem-estar dos pacientes, a equipe de enfermagem está em contato 24 horas,dentro dos hospitais, com os pacientes e seus familiares. Esses profissionais representam mais de 50% do total de colaboradores dessas instituições. Compete ao enfermeiroaplicar as orientações médicas, ministrando medicamentos, acompanhando a evolução do quadro clínico, os sinais vitais, queixas, enfim, acolhendo e assistindo ao paciente durante toda internação. Nas clínicas e laboratórios também tem papel fundamental no acolhimento do paciente, na triagem, na coleta de materiais e em outras funções.

Segundo dados do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), o Brasil possui 2.032.755 profissionaisde enfermagem. Desse total, 488.735 são enfermeiros; 1.125.807 são técnicos de enfermagem e 417.836 são auxiliares. Cerca de 25% desses profissionais estão no Estado de São Paulo. Apesar dos números parecerem grandes, não podemos esquecer que a população brasileira é de 207,7 milhões e temos uma grande área territorial. Em proporção, o Brasil possui 0,9 enfermeiro para cada mil habitantes, enquanto a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um enfermeiro para cada quinhentas pessoas. Portanto, temos carência desses profissionais no mercado brasileiro.

            Mas a enfermagem é uma profissão promissora não só pela escassez desses profissionais. O enfermeiro tem papel fundamental na organização e funcionamento do sistema de saúde. No Programa Estratégia de Saúde da Família, por exemplo, que visa a reorganização da atenção básica no país e já cobre 74% da população, os enfermeiros desempenham funções administrativas, educativas e assistenciais. No sistema de saúde eles ainda participam da coordenação, planejamento e supervisão da assistência e sãopeças importantes na implantação e manutenção de programas de qualidade assistenciais.

            Com o envelhecimento da população, o papel do enfermeiro deve ganhar ainda mais espaço e importância, principalmente atuando nas empresas de assistência domiciliar, ou home care. O boletim econômico da FEHOESP, que condensou os dados de 2017, mostra que esse segmento assistencial cresceu 35% no país no ano passado, e 19% no Estado de São Paulo. Dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) mostram a existência de 620 empresas desse ramo de atividade no país; 156 delas localizadas no Estado de São Paulo.

Um sistema de saúde eficiente se faz com equipe multiprofissional. O modelo brasileiro é quase que totalmente centrado no médico. Algumas atribuições, hoje permitidas apenas aos médicos, podem e devem ser estendidas a outras profissões. Por exemplo: nos EUA, Austrália e Canadá são melhor utilizados pelo sistema de saúde e isso precisamos transportar para o nosso sistema nacional de saúde. Combater o corporativismo em todos os níveis é uma importante ação que contribui para melhorar a qualidade da assistência à saúde do brasileiro e que trará um ganho adicional para os profissionais de enfermagem.

Ser enfermeiro é uma escolha vocacional.Pela experiência na coordenação e supervisão de ações, esses profissionais são peças fundamentais na construção de um sistema de saúde mais eficiente para o nosso país, que é o que buscamos. Obrigado a todos os enfermeiros por fazer a diferença no setor de saúde!

 

Yussif Ali Mere Jr

Médico, presidente da Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (FEHOESP) e do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios de Ribeirão Preto e Região (SINDRIBEIRÃO)

Câmara Municipal de Ibitinga

Últimas colunas

José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

As graves consequências dos diversos tipos de suicídio

As graves consequências dos diversos tipos de suicídio
Antonio Tuccílio

Antonio Tuccílio

Precatórios: o calote precisa ter fim

Precatórios: o calote precisa ter fim
José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

Sustentabilidade pela Economia Celeste

Sustentabilidade pela Economia Celeste