Marco Fonseca questiona fiscalização de lava-rápidos realizada por Vice Prefeito

Requerimento será lido na sessão desta terça-feira, dia 25.

Compartilhe:

O vereador Marco Fonseca (PTB), protocolou requerimento nº 326/17, em que questiona a prefeita Cristina Arantes (PSB), sobre os atos de fiscalização praticados pelo seu vice Frauzo Ruiz Sanches.

Em seu requerimento, o vereador disse que há informações de que o Vice Prefeito, que também é Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, estaria levantando por conta própria a quantidade de lava–rápidos existentes em Ibitinga, bem como, fiscalizando-os pessoalmente.

Em sua justificativa, o vereador disse: “em não querer acreditar este signatário de que as ações sejam reais, até porque há setores mais importantes para serem resolvidos, ao invés de prejudicar, sem dar a estes proprietários de lava-rápidos o devido amparo legal e a condição de se ajustar se assim for real e verdadeira a postura da administração 2017/2020”.

Destacou ainda, que se este estudo foi realizado, que seja então enviado à Câmara Municipal para conhecimento e providências na defesa dos interesses dos cidadãos trabalhadores de Ibitinga, em especial os competentes trabalhadores deste importante setor.

Entre as questões apresentadas para serem respondidas no requerimento, o vereador quer saber se tem sido levantado a referida quantidade destes estabelecimentos na cidade, e se de fato houver, interferência de alguém para escolha de um ou de outro local.

O requerimento segue para leitura na próxima sessão ordinária a ser realizado dia 25 do corrente mês e se aprovada, segue para o Poder Executivo.

Leia o requerimento clicando aqui.

 

Compartilhe:

Comentários (2)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Marcelo Paschoal • há 3 anos

O Brasil é mesmo o país onde o poste urina no cachorro. Existem leis específicas para lava rápidos funcionarem, mas não se pode fiscalizar? Muito estranho este questionamento por parte do excelentíssimo vereador.

Rúqui 0 • há 3 anos

Lava-rápidos gastam muita água, e é preciso da parte da prefeitura de uma forma ou de outra fiscalizarem constantemente esses estabelecimentos. Há cidades em que lava-rápidos possuem instalação de sistemas de reúso de água visando atividades que admitam o uso de água de qualidade não potável.

Publicidade

Publicidade

Mais notícias sobre Cenário Político de Ibitinga

Vereadores quebram recesso e realizam sessão extraordinária

Vereadores quebram recesso e realizam sessão extraordinária

Vereadores quebram recesso e realizam sessão extraordinária

Câmara de Vereadores realiza expediente normal e retoma ordinárias em fevereiro

Câmara de Vereadores realiza expediente normal e retoma ordinárias em fevereiro

Projeto de Aliny Sartori que garante vagas a hemofílicos e pacientes com câncer é aprovado

Projeto de Aliny Sartori que garante vagas a hemofílicos e pacientes com câncer é aprovado

Câmara realiza audiência nesta sexta-feira, 20

Câmara realiza audiência nesta sexta-feira, 20

Publicidade

Mais notícias sobre Cenário Político de Ibitinga

Vereadores quebram recesso e realizam sessão extraordinária

Vereadores quebram recesso e realizam sessão extraordinária

Vereadores quebram recesso e realizam sessão extraordinária

Câmara de Vereadores realiza expediente normal e retoma ordinárias em fevereiro

Câmara de Vereadores realiza expediente normal e retoma ordinárias em fevereiro

Projeto de Aliny Sartori que garante vagas a hemofílicos e pacientes com câncer é aprovado

Projeto de Aliny Sartori que garante vagas a hemofílicos e pacientes com câncer é aprovado

Câmara realiza audiência nesta sexta-feira, 20

Câmara realiza audiência nesta sexta-feira, 20

Publicidade