Logo Portal Ternura
17/11 - IBITINGA-SP
° °

Brasil consegue dobradinha no pódio do lançamento de disco em dia de prata nos 5.000m

Em prova decidida no fim, Andressa de Morais fica com a prata e Fernanda Borges com o bronze. Altobeli da Silva vai ao pódio; Rodrigo Nascimento e Paulo André brilham na semifinal dos 100m


O ouro escapou por pouco, mas o atletismo brasileiro conseguiu uma histórica dobradinha no pódio do lançamento de disco dos Jogos Pan-Americanos. No primeiro dia de provas de campo em Lima, Andressa de Morais foi superada pela cubana Yaimé Téllez no fim e acabou ficando com a prata. O bronze foi para a também brasileira Fernanda Borges. Mais cedo, Altobeli da Silva levou a prata nos 5.000m. O dia foi marcado ainda pela ótima participação brasileira nas classificatórias. Nos 100m masculino, Rodrigo Nascimento e Paulo André Camilo avançaram à final com respectivos primeiro e segundo melhores tempos da semifinal.

Na mesma prova feminina, Vitória Rosa chegou atrás apenas da campeã olímpica e mundial Elaine Thompson, avançando com o terceiro melhor tempo dentre as três baterias. As finais dos 100m acontecem nesta quarta. Às 18h40, acontece a decisão feminina. Já a masculina será às 18h52. O SporTV 2 transmite ao vivo.

Andressa de Morais durante a final do lançamento de disco  — Foto: Wagner Carmo/Panamerica Press/CBAt

Andressa de Morais durante a final do lançamento de disco

- Eu estava disposta a brigar na prova, esperava me sair melhor, mas o ano está só começando. Vamos nos encontrar no Mundial ainda. Minha briga com a cubana tem sido assim. Uma hora uma é primeira e a outra é segunda - afirmou Andressa.

Dobradinha e quase ouro

Andressa de Morais e Fernanda Borges fizeram uma grande prova nesta terça em Lima. Com um lançamento de 65.98m, sua melhor marca na carreira, Andressa liderou a prova até a última rodada, quando a cubana pulou para a liderança com um 66.58m. A paraibana ainda teve uma última chance de passar a atleta de Cuba, mas o seu lançamento final foi invalidado pelos juízes.

Fernanda, por sua vez, ficou com o bronze sem ter o seu lugar no pódio ameaçado. Com 62.23m de marca, ela deixou a cubana Denia Ponce (60.46m) fora do pódio com a quarta colocação.

Altobeli da Silva se esforça na chegada dos 5.000m — Foto:  REUTERS/Henry Romero

Altobeli da Silva se esforça na chegada dos 5.000m

Nos 5.000m masculino, Altobeli da Silva travou uma batalha emocionante por medalha. Em uma prova com muitas alternâncias nas posições, o paulista de Catanduva cruzou a linha de chegada em 13m54s42, atrás apenas do mexicano Fernando Daniel Estrada, com 13m53s87. Completou o pódio o chileno Carlos Martín Del Rio, com 13m54s43. O também brasileiro Ederson Pereira terminou em sétimo, com 13m58s72.

- A última volta foi muito difícil. Deu para sentir que a prova foi complicada e me surpreendeu o peruano (Jose Luis Ramos, sexto lugar) vir lá de trás para brigar para o medalha. Acho que ele se empolgou com a torcida gritando e apoiando. Sou um cara muito competitivo e acredito que preciso melhorar. Para mim nunca está bom - disse Altobeli.

Altobeli da Silva com a prata dos 5000m  — Foto: Wander Roberto/COB

Altobeli da Silva com a prata dos 5000m 

Rodrigo Nascimento e Paulo André dão show

Apontados como maiores revelações do atletismo brasileiro, Rodrigo Nascimento e Paulo André Camilo brilharam na eliminatória dos 100m rasos masculinos. Rodrigo entrou em ação na bateria 2 da semifinal, passando na primeira colocação da sua prova com 10s27, melhor tempo dentre todas as baterias. Já Paulo André correu na bateria 3 e também venceu. O tempo foi 10s29, o mesmo do americano Michael Rogers, que correu na bateria de Rodrigo.

Rodrigo Nascimento fez o melhor tempo na semifinal dos 100m — Foto: Ivan Alvarado/Reuters

Rodrigo Nascimento fez o melhor tempo na semifinal dos 100m

- Por se tratar do meu primeiro Pan foi um resultado excelente. Tinha frio e ansiedade e eu consegui superar tudo isso. Agora é descansar para a final - disse Rodrigo.

Na semifinal dos 100m feminino, apenas Vitória Rosa avançou dentre as duas brasileiras participantes. Franciela Krasucki ficou em quinto na bateria 1, com 11s87s. Após a semifinal, a experiente corredora acusou a atleta de Trinidad e Tobago, Michelle-Lee Ahye, de ter arrancado antes da largada. A arbitragem, no entanto, não invalidou a prova.

Vitória Rosa ficou atrás apenas da jamaicana Elaine Thompson — Foto: Wagner Carmo/Panamerica Press/CBAt

Vitória Rosa ficou atrás apenas da jamaicana Elaine Thompson 

- A gente treina vários anos para acontecer isso. É só rever a largada no vídeo para comprovar que a menina de Trinidad e Tobago mexeu no bloco - disse a brasileira.

Minutos depois, Vitória Rosa entrou na pista para correr a bateria 2 da semifinal. Com o tempo de 11s40, ela cruzou a linha de chegada atrás apenas da campeã olímpica e mundial Elaine Thompson, da Jamaica, com 11s36. Vitória teve o terceiro melhor tempo dentre as três baterias. A segunda melhor marca foi de Michelle-Lee Ahye - 11s37.

Alison dos Santos vai à final

O Brasil também fez bonito nos 400m com barreira. Com o tempo de 49s74, Alison dos Santos, o Piu, ficou em segundo na sua bateria semifinal, avançando à final. O vencedor da prova foi o dominicano Juander Aquino, com 49s44.

- Decidimos só fazer o suficiente para passar pra final. E me dá confiança fazer esse bom tempo assim. Mas aqui tá muito frio. Só faz frio. Está tenso - destacou Piu.

Canadá conseguiu dobradinha no pódio dos 10.000m — Foto: Henry Romero/Reuters

Canadá conseguiu dobradinha no pódio dos 10.000m

Na decisão dos 10.000m, prova mais longa do dia, Tatiele Carvalho ficou na oitava colocação, com o tempo de 33m57s62. O ouro foi para a canadense Natasha Wodak, com 31m55s17, novo recorde pan-americano. Completaram o pódio a mexicana Risper Gesabwa, prata com 31m59s00, e a também canadense Rachel Lorraine Cliff, com 32m13s34.

No salto em distância feminino, Eliane Martins ficou bem longe do pódio. Com 6.19m de marca, ela terminou no modesto 10º lugar. No decatlo, Jefferson Santos disputou as cinco primeiras provas. Nesta quarta, ele compete nos 110m com barreira e no lançamento de disco.

Brasil consegue dobradinha no pódio do lançamento de disco em dia de prata nos 5.000m

Em prova decidida no fim, Andressa de Morais fica com a prata e Fernanda Borges com o bronze. Altobeli da Silva vai ao pódio; Rodrigo Nascimento e Paulo André brilham na semifinal dos 100m

Fonte: https://globoesporte.globo.com/jogos-pan-americanos/noticia/brasil-consegue-dobradinha-no-podio-do-lancamento-de-disco-em-dia-de-prata-nos-5000m.ghtml


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Esportes

mais notícias

Skatista americano bate cabeça, é hospitalizado, e eliminatórias do park no STU Open são adiadas
há 20 horas atrás

Skatista americano bate cabeça, é hospitalizado, e eliminatórias do park no STU Open são adiadas

Skatista americano bate cabeça, é hospitalizado, e eliminatórias do park no STU Open são adiadas
Em pesagem empolgante no UFC São Paulo, Markus Maluko brilha com fantasia de Coringa
há 20 horas atrás

Em pesagem empolgante no UFC São Paulo, Markus Maluko brilha com fantasia de Coringa

Em pesagem empolgante no UFC São Paulo, Markus Maluko brilha com fantasia de Coringa
Alexander Zverev vence Daniil Medvedev e elimina Rafael Nadal do ATP Finals
há 20 horas atrás

Alexander Zverev vence Daniil Medvedev e elimina Rafael Nadal do ATP Finals

Alexander Zverev vence Daniil Medvedev e elimina Rafael Nadal do ATP Finals
Brasil encerra Mundial de Atletismo Paralímpico com melhor colocação na história
há 20 horas atrás

Brasil encerra Mundial de Atletismo Paralímpico com melhor colocação na história

Brasil encerra Mundial de Atletismo Paralímpico com melhor colocação na história
Brasil perde para Argentina e chega a cinco jogos sem vitória; Messi marca
há 20 horas atrás

Brasil perde para Argentina e chega a cinco jogos sem vitória; Messi marca

Brasil perde para Argentina e chega a cinco jogos sem vitória; Messi marca