Logo Portal Ternura
25/09 - IBITINGA-SP
° °

Campeões mundiais, Arthur Nory e Beatriz Ferreira levam o Prêmio Brasil Olímpico 2019

Ginasta, ouro na barra fixa, e boxeadora, da categoria até 60kg, foram escolhidos os destaques do esporte no ano em noite de homenagens. Hugo Calderano leva como Atleta da Torcida


Na festa de gala do esporte brasileiro em 2019, dois campeões mundiais levaram o prêmio de melhores do ano: a boxeadora Beatriz Ferreira e o ginasta Arthur Nory. O ano foi histórico para as estrelas nacionais, que conquistaram títulos importantíssimos que os credenciam para o pódio olímpico em Tóquio 2020. Ela levou o ouro no Mundial na China, em outubro, e nos Jogos Pan-Americanos, em julho, no Peru. Ele foi ouro na barra fixa no Mundial de Stuttgart, no mesmo mês. Na noite desta terça-feira, coroaram uma temporada perfeita na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

Campeões mundiais, Arthur Nory e Beatriz Ferreira levam o Prêmio Brasil Olímpico 2019

Ginasta, ouro na barra fixa, e boxeadora, da categoria até 60kg, foram escolhidos os destaques do esporte no ano em noite de homenagens. Hugo Calderano leva como Atleta da Torcida - ( Reprodução - Alexandre Loureiro/COB )

- A minha equipe está arrebentando! Estamos bem preparados. Estamos focados e sabemos o que queremos. As mulheres estão dominando, desculpe os homens, mas as mulheres estão arrasando. Fico muito feliz de saber que ganhei contra meninas superboas como a Ana Marcela e Nathalie. Esse ano foi muito especial com ouro no Pan e ouro no Mundial - disse Beatriz, que disputava o prêmio com Ana Marcela Cunha, da maratona aquática, e Nathalie Moellhausen, da esgrima.

Curiosamente os dois foram campeões mundiais no mesmo dia, 13 de outubro. Ainda era madrugada no Brasil quando Beatriz derrotou Cong Wang por 5 a 0 e se tornou campeã mundial de boxe. Horas depois, em Sttutgart, na Alemanha, Arthur Nory fez uma apresentação perfeita para ser campeão na barra fixa, um pódio inédito para o país.

- Estou muito feliz em ser premiado ao lado de Isaquias e Medina, que fizeram um ano incrível. Não é um prêmio só meu, de toda equipe multidisciplinar! Tive que personalizar meu treino e é muito gratificante poder dividir o prêmio com tanta gente. É uma mistura de emoções, segurei o choro. É muita gratidão por todo mundo que ajudou a conquistar. Agora é comemorar o título, mas a Olimpíada já está chegando - afirmou o ginasta, que vendeu a disputa com Gabriel Medina, do surfe, e Isaquias Queiroz, da canoagem.

Atleta da Torcida

Em outro grande momento da noite, Hugo Calderano, do tênis de mesa, foi o escolhido por votação popular como o melhor atleta do ano. Em competição na China, o atleta não conseguiu receber o prêmio pessoalmente, mas mandou seu recado em vídeo.

- Este prêmio é de todos os atletas e fãs de tênis de mesa do Brasil. tenho muito orgulho de ter sido eleito por vocês.

Hugo Calderano foi escolhido o Atleta da Torcida — Foto: ITTF/Divulgação

Hugo Calderano foi escolhido o Atleta da Torcida — ( Reprodução - ITTF/Divulgação )

Melhores treinadores

Renan Dal Zotto técnico Prêmio Brasil Olímpico — Foto: RICARDO BUFOLIN / PANAMERICA PRESS

Renan Dal Zotto técnico Prêmio Brasil Olímpico — ( Reprodução - RICARDO BUFOLIN / PANAMERICA PRESS )

Dois técnicos foram premiados como os melhores da temporada, um para esportes coletivos e outro para as modalidades individuais. Renan Dal Zotto, que levou a seleção masculina ao título da Copa do Mundo de Vôlei, e Mateus Alves, treinador de Beatriz Souza, campeã mundial de boxe.

- Tivemos grandes competições. Foi um ano muito bacana. Vencemos 41 de 45 jogos disputados. Só fica a certeza de que precisamos continuar treinando cada vez mais. Ano que vem é nosso maior desafio. Tudo isso que conquistamos nos alimenta para o ano que vem, sem perder o foco - disse Renan.

- É uma comissão, um grupo de pessoas. Ninguém ganha sozinho. Não é só o atleta, nem só o treinador. Tivemos um ano ótimo, eu e ela acreditávamos na conquista do mundial. Ela merece. O boxe olímpico precisa ser valorizado, é um trabalho sério, com nomes e sobrenomes - disse Mateus.

Homenagem

O ex-jogador de basquete Oscar Schmidt recebeu o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, destinado para uma personalidade do esporte. Participante de cinco edições de Olimpíadas - todas entre 1980 e 1996 -, o ídolo das quadras fez um discurso emocionado e lembrou de histórias de sua carreira.

Oscar Schmidt recebe troféu Adhemar Ferreira da Silva — Foto: Ricardo Bufolin/Panamerica Press

Oscar Schmidt recebe troféu Adhemar Ferreira da Silva — ( Reprodução - Ricardo Bufolin/Panamerica Press )

Medalha olímpica

Revezamento 4x100m Prêmio Brasil Olímpico — Foto: RICARDO BUFOLIN / PANAMERICA PRESS

Revezamento 4x100m Prêmio Brasil Olímpico —( Reprodução - RICARDO BUFOLIN / PANAMERICA PRESS )

Equipe do revezamento 4x100m rasos masculino dos Jogos de Pequim 2008 recebeu a homenagem pela medalha de bronze herdada oficialmente neste ano após doping do jamaicano Nesta Carter. O público aplaudiu de pé Vicente Lenilson e José Carlos Moreira. Sandro Viana e Bruno Lins não compareceram à festa.

Veja a lista completa de vencedores em cada modalidade:

Atletismo: Darlan Romani
Badminton: Ygor Coelho
Basquete 5X5: Erika Souza
Basquete 3X3: Jefferson Socas
Beisebol: Rodrigo Takahashi
Boxe: Beatriz Ferreira
Canoagem Slalom: Ana Satila
Canoagem Velocidade: Isaquias Queiroz
Ciclismo BMX Freestyle: Cauan Madona
Ciclismo BMX Racing: Paôla Reis
Ciclismo Estrada: Magno Nazaret
Ciclismo Mountain Bike: Henrique Avancini
Ciclismo Pista: Flavio Cipriano
Desportos Na Neve: Michel Macedo
Desportos No Gelo: Nicole Silveira
Escalada Esportiva: Cesar Grosso
Esgrima: Nathalie Moellhausen
Futebol: Alisson Becker
Ginástica Artística: Arthur Nory
Ginástica Rítmica: Bárbara Domingos
Ginástica Trampolim: Camilla Gomes
Golfe: Alexandre Rocha
Handebol: Eduarda Amorim
Hipismo Adestramento: João Paulo dos Santos
Hipismo CCE: Carlos Eduardo Parro
Hipismo Saltos: Marlon Zanotelli
Hóquei Sobre Grama e Indoor: Mayara Eiko Ugochi Fedrizzi
Judô: Mayra Aguiar
Karatê: Valéria Kumizaki
Levantamento de Peso: Fernando Reis
Maratona Aquática: Ana Marcela Cunha
Nado Artístico: Luisa Borges
Natação: Bruno Fratus
Pentatlo Moderno: Iêda Guimarães
Polo Aquático: Gustavo Guimarães
Remo: Pau Vela Maggi - Xavier Vela Maggi
Rugby: Rafaela Zanellato
Saltos Ornamentais: Isaac Souza e Kaique Kauan De Morais Alves
Skate: Pamela Rosa
Softbol: Mayra Sayumi Akamine
Surfe: Gabriel Medina
Taekwondo: Milena Titoneli
Tênis: João Menezes
Tênis de Mesa: Hugo Calderano
Tiro com Arco: Marcus Vinicius D'Almeida
Tiro Esportivo: Leonardo Lustoza
Triatlo: Luisa Baptista
Vela: Kahena Kunze e Martine Grael
Vôlei de Praia: Ágatha Rippel e Duda Lisboa
Vôlei: Bruno Rezende
Wrestling: Lais Nunes

Fonte:https://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/campeoes-mundiais-arthur-nory-e-beatriz-ferreira-ganham-o-premio-brasil-olimpico-2019.ghtml


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Esportes

mais notícias

GP da Rússia: Bottas outra vez lidera primeiro treino livre, e Hamilton é só o penúltimo
há 1 hora atrás

GP da Rússia: Bottas outra vez lidera primeiro treino livre, e Hamilton é só o penúltimo

GP da Rússia: Bottas outra vez lidera primeiro treino livre, e Hamilton é só o penúltimo
Campeão mundial Ítalo Ferreira vence competição na França
há 1 hora atrás

Campeão mundial Ítalo Ferreira vence competição na França

Campeão mundial Ítalo Ferreira vence competição na França
Verdão não empatava sem gols na Libertadores a 7 anos
há 1 hora atrás

Verdão não empatava sem gols na Libertadores a 7 anos

Verdão não empatava sem gols na Libertadores a 7 anos
Carol Solberg:
há 1 hora atrás

Carol Solberg: "Não entendo uma comissão de atletas que luta para silenciar os próprios atletas"

Carol Solberg: "Não entendo uma comissão de atletas que luta para silenciar os próprios atletas"
Em busca do 13º título em Roland Garros, Nadal tem chave boa, mas pode enfrentar Thiem na semi
há 1 hora atrás

Em busca do 13º título em Roland Garros, Nadal tem chave boa, mas pode enfrentar Thiem na semi

Em busca do 13º título em Roland Garros, Nadal tem chave boa, mas pode enfrentar Thiem na semi