Chefe de Wimbledon torce pela volta do tênis em agosto, mas admite chance de não ter mais jogos em 2020

Richard Lewis reconheceu que a incerteza tomou conta da modalidade por causa do coronavírus

Compartilhe:

Principal executivo do Grand Slam de Wimbledon, Richard Lewis tem esperanças de que o tênis volte a funcionar em agosto, mas já admite a chance de não haver mais jogos de tênis em 2020. Em entrevista concedida ao "The Guardian" no dia seguinte ao cancelamento do Grand Slam mais antigo e prestigiado do mundo, ele reconheceu que a incerteza tomou conta da modalidade por causa da contínua disseminação do coronavírus.

- Quem sabe o que vai acontecer nesse período? É um desafio para todos. Vamos torcer para que o US Open e Roland Garros possam acontecer, a partir de agosto. Seria realmente maravilhoso se o esporte estivesse funcionando de novo. Mas todos sabemos do momento que estamos vivendo. Não acho irreal dizer que pode não haver mais tênis este ano. Mas eu gostaria de pensar que as coisas vão se acalmar para que os torneios possam ser jogados mais cedo ou mais tarde.

Na última quarta-feira, o All England Lawn Tennis and Croquet Club, local onde é realizado o torneio de Wimbledon, em Londres, anunciou o Grand Slam não será disputado em 2020. A temporada de grama também foi cancelada numa decisão conjunta da ITF, ATP e WTA. Wimbledon deixará de ser realizado pela primeira vez desde 1945, quando o torneio não aconteceu em virtude da Segunda Guerra Mundial.

Lewis também comentou que ainda não sabe exatamente sobre os prejuízos com o cancelamento de Wimbledon. Geralmente, as receitas com o torneio geram em torno de 250 milhões de libras. Ele explicou que o lucro anual que é repassado para a Associação de Tênis de Grama (cerca de 40 milhões de libra) será coberto pelo seguro.

- Temos a sorte de ter o seguro e isso ajuda. O seguro irá nos proteger em grande parte. As seguradoras, os corretores e todos os envolvidos foram excelentes para trabalhar até agora, mas ainda há muito trabalho a fazer.

Fonte:https://globoesporte.globo.com/tenis/noticia/chefe-de-wimbledon-espera-tenis-de-volta-em-agosto-mas-admite-nao-havera-mais-tenis-este-ano.ghtml

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Mais notícias sobre Esportes

Confira os resultados da rodada do Brasileirão

Confira os resultados da rodada do Brasileirão

Confira os resultados da rodada do Brasileirão

Acredite, se quiser

Acredite, se quiser

Atlético-MG volta a negociar com Hulk, que irá definir futuro da carreira na próxima semana

Atlético-MG volta a negociar com Hulk, que irá definir futuro da carreira na próxima semana

Para acelerar adaptação à Ferrari, Sainz testará carro de 2018 na próxima semana, diz revista

Para acelerar adaptação à Ferrari, Sainz testará carro de 2018 na próxima semana, diz revista

Mais notícias sobre Esportes

Confira os resultados da rodada do Brasileirão

Confira os resultados da rodada do Brasileirão

Confira os resultados da rodada do Brasileirão

Acredite, se quiser

Acredite, se quiser

Atlético-MG volta a negociar com Hulk, que irá definir futuro da carreira na próxima semana

Atlético-MG volta a negociar com Hulk, que irá definir futuro da carreira na próxima semana

Para acelerar adaptação à Ferrari, Sainz testará carro de 2018 na próxima semana, diz revista

Para acelerar adaptação à Ferrari, Sainz testará carro de 2018 na próxima semana, diz revista

Publicidade