Logo Portal Ternura
11/08 - IBITINGA-SP
° °

Com quimioterapia todo mês, Oscar comemora: "Nunca minha ressonância esteve tão boa"

Ex-jogador de basquete, Oscar Schmidt segue batalha contra câncer e recebe prêmio do Comitê Olímpico do Brasil: "Estou me agarrando à vida"


Maior pontuador da história do basquete, participante de cinco edições de Jogos Olímpicos e campeão dos Jogos Pan-Americanos de 1987 com uma vitória sobre os Estados Unidos, Oscar Schmidt luta desde 2011 contra um câncer no cérebro. Na ocasião, passou por duas cirurgias para retirar um tumor de oito centímetros e conter o avanço da doença. Já está clinicamente curado, mas ainda passa por sessões mensais de quimioterapia.

- Uma vez por mês faço a quimioterapia, outro dia meu médico me chamou e me deu os parabéns porque minha ressonância nunca esteve tão boa. Você ouvir isso de um médico é muito gratificante - disse o ex-jogador durante o Prêmio Brasil Olímpico, realizado na terça-feira, no Rio de Janeiro.

Oscar Schmidt é o maior cestinha da história das Copas do Mundo — Foto: Arquivo/CBB

Oscar Schmidt é o maior cestinha da história das Copas do Mundo — ( Reprodução - Arquivo/CBB )

Na cerimônia, Oscar foi homenageado com o prêmio Adhemar Ferreira da Silva, dado a uma personalidade do esporte nacional. Ele subiu ao palco e discursou por oito minutos, levando a plateia ao riso e à emoção durante a fala. Depois de, no palco, lembrar de títulos importantes e de sua família, falou sobre o tratamento na zona mista com os jornalistas:

- Estou me agarrando à vida, estou fazendo quimioterapia todo mês. Cinco dias por mês tomo meus remedinhos. São remédios fortes, estou me agarrando à vida. Estou disputando com a morte - desabafou.

Oscar, atualmente com 61 anos, lembrou do tratamento que seu pai, Osvaldo, teve que passar há mais de duas décadas.

- Meu pai teve um câncer, curou o linfoma, algo pesado, a quimioterapida na época era pesada, ficava quatro dias na cama, sem comer nada. Vi meu pai sofrer, agora não vai ser esse tumor que vai me derrubar - disse.

Com quimioterapia todo mês, Oscar comemora:

Ex-jogador de basquete, Oscar Schmidt segue batalha contra câncer e recebe prêmio do Comitê Olímpico do Brasil: "Estou me agarrando à vida" - ( Reprodução - RICARDO BUFOLIN / PANAMERICA PRESS )

Fonte:https://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/com-quimioterapia-todo-mes-oscar-comemora-nunca-minha-ressonancia-esteve-tao-boa.ghtml


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Esportes

mais notícias

Próxima meta de Cássio é superar Rivellino em jogos no Corinthians; veja o top-10
há 12 horas atrás

Próxima meta de Cássio é superar Rivellino em jogos no Corinthians; veja o top-10

Próxima meta de Cássio é superar Rivellino em jogos no Corinthians; veja o top-10
Felipe Melo, do Palmeiras, valoriza primeiro título da carreira como capitão:
há 12 horas atrás

Felipe Melo, do Palmeiras, valoriza primeiro título da carreira como capitão: "Sonho realizado"

Felipe Melo, do Palmeiras, valoriza primeiro título da carreira como capitão: "Sonho realizado"
Medalhista olímpico critica a
há 12 horas atrás

Medalhista olímpico critica a "cultura do abuso" da ginástica britânica

Medalhista olímpico critica a "cultura do abuso" da ginástica britânica
Apresentado, Yuri Alberto projeta disputa no ataque do Inter e sonha com gol em Gre-Nal
há 12 horas atrás

Apresentado, Yuri Alberto projeta disputa no ataque do Inter e sonha com gol em Gre-Nal

Apresentado, Yuri Alberto projeta disputa no ataque do Inter e sonha com gol em Gre-Nal
Brawn revela que Hulk era
há 12 horas atrás

Brawn revela que Hulk era "plano B" da Mercedes caso Hamilton não assinasse: "Deveria estar na F1"

Brawn revela que Hulk era "plano B" da Mercedes caso Hamilton não assinasse: "Deveria estar na F1"