Logo Portal Ternura
05/08 - IBITINGA-SP
° °

Por pouco pouco, muito pouco, pouco mesmo!

Faltou pouco para que não tirassem a vitória de Joshua Franco


Saudações Pugilísticas.

Ao ouvir as marcações de cada juiz na conquista de um dos títulos supemosca WBA por Joshua Franco (os outros dois campeões WBA da categoria são Roman Gonzalez e Mikhail Aloyan), me veio à mente um dos bordões criados pelo fantástico narrador Geraldo José de Almeida, que intitula este artigo. Realmente, quase se comete uma injustiça na noite de terça-feira, em Las Vegas, na primeira disputa por título mundial depois de mais de três meses.

Após um início de combate equilibrado, no qual eu vi vantagem para Andrew Moloney (21-1, 14 KOs) depois de decorridos os primeiros quatro rounds, Joshua Franco (17-1-2, 8 KOs) pareceu entrar no jogo para vencer a maioria dos assaltos restantes. Obteve superioridade no número de golpes que conectou no adversário em relação aos que Moloney o atingiu. Além disso, a iniciativa de Franco fez com que disparasse mais golpes do que o oponente, apesar de boa parte deles terem sido defendidos. A queda aplicada em Moloney no 11º round foi o ápice da superioridade do desafiante.

Por tudo aqui relatado, fiquei incrédulo com a marcação dos juízes, após a verificação da minha pontuação favorável a Joshua Franco com 116-111. Dois deles marcaram 114-113 para o novo campeão. Isto significa que se não ocorresse a queda, o resultado da disputa seria o empate por decisão da maioria, já que o terceiro juiz pontuou com 115-112, igualmente para o então desafiante. O empate seria um castigo imerecido para Franco.

Apesar de alguns rounds equilibrados, a vitória de Franco não foi tão apertada como indicam as marcações dos dois juízes. O próprio Andrew Moloney, após a luta, reconheceu a superioridade de Joshua Franco e lamentou que na sua atuação, em Las Vegas, não pudesse apresentar a melhor versão dele mesmo.

Minutos após o término do combate, Moloney começou a sentir náuseas e foi levado ao hospital com suspeita de perfuração de tímpano. Mas até o momento do encerramento deste texto, não havia divulgação dos resultados dos exames. Esperemos que nada de grave tenha ocorrido.

Por pouco pouco, muito pouco, pouco mesmo!

Foto: Mikey Williams/Top Rank

Fonte:https://globoesporte.globo.com/boxe/blogs/blog-do-daniel-fucs/post/2020/06/24/por-pouco-pouco.ghtml


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Esportes

mais notícias

Com Filipinho, Tati e Mineirinho, WSL divulga duplas e confrontos do evento na piscina de Slater
há 15 minutos atrás

Com Filipinho, Tati e Mineirinho, WSL divulga duplas e confrontos do evento na piscina de Slater

Com Filipinho, Tati e Mineirinho, WSL divulga duplas e confrontos do evento na piscina de Slater
Treino de Tom Brady no Tampa Bay Buccaneers é aberto para imprensa pela primeira vez
há 16 minutos atrás

Treino de Tom Brady no Tampa Bay Buccaneers é aberto para imprensa pela primeira vez

Treino de Tom Brady no Tampa Bay Buccaneers é aberto para imprensa pela primeira vez
Khabib provoca Justin Gaehtje e esquenta clima:
há 17 minutos atrás

Khabib provoca Justin Gaehtje e esquenta clima: "Vou levá-lo ao oceano mais profundo e afogá-lo"

Khabib provoca Justin Gaehtje e esquenta clima: "Vou levá-lo ao oceano mais profundo e afogá-lo"
Skatista Sky Brown conta mais detalhes de grave acidente: “Demorei três dias para ver vídeo”
há 18 minutos atrás

Skatista Sky Brown conta mais detalhes de grave acidente: “Demorei três dias para ver vídeo”

Skatista Sky Brown conta mais detalhes de grave acidente: “Demorei três dias para ver vídeo”
Rafael Nadal anuncia que está fora do US Open
há 19 minutos atrás

Rafael Nadal anuncia que está fora do US Open

Rafael Nadal anuncia que está fora do US Open