Logo Portal Ternura
29/09 - IBITINGA-SP
° °

Após polêmica, time de MT desiste de contratar goleiro Bruno

No início desta semana, Bruno obteve a liberação da Justiça de Minas Gerais para se mudar para Mato Grosso e trabalhar no clube. No entanto, após manifestações contrárias, a contratação foi suspensa.


Goleiro Bruno Fernandes — Foto: Reprodução/EPTV/Claudemir Camilo
Goleiro Bruno Fernandes — Foto: Reprodução/EPTV/Claudemir Camilo

 

O Clube Esportivo Operário Várzea-grandense desistiu da contratação do goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza. A decisão do clube aconteceu na tarde de quarta-feira (22). A contratação de Bruno para o time várzea-grandense tem gerado polêmica desde o ano passado, quando a proposta foi realizada pelo time

No início desta semana, Bruno obteve a liberação da Justiça de Minas Gerais para se mudar para Mato Grosso e trabalhar no Clube Operário, time com sede em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

A decisão foi proferida pelo juiz Tarciso Moreira de Souza, da Vara de Execução em Meio Aberto e Medidas Alternativas da Comarca de Varginha (MG).

Faixas, cartazes e instrumentos foram usados durante a manifestação — Foto: TVCA/Reprodução
Faixas, cartazes e instrumentos foram usados durante a manifestação — Foto: TVCA/Reprodução

 

Na noite de terça-feira (21), enquanto o time se preparava para entrar em campo pelo campeonato mato-grossense, um grupo de mulheres com faixas, cartazes e gritos de guerra protestaram contra a contratação.

Entidades como o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso (CEDM/MT) também se manifestou contra e divulgou nota de repúdio.

Já na manhã desta quarta-feira o clube afirmou, em nota, que estava revendo o possível contrato. Já pela tarde, após reuniões da diretoria, foi anunciado a suspensão da contratação.

"Viemos comunicar que o Clube Esportivo Operário Várzea-grandense não contratará o atleta Bruno Fernandes das Dores de Souza", disse o comunicado oficial.

Eliza Samudio e o goleiro Bruno Fernandes — Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal / TV Globo
Eliza Samudio e o goleiro Bruno Fernandes — Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal / TV Globo

 

Crimes

 

O goleiro foi condenado pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Ele também havia sido condenado por ocultação de cadáver, mas esta pena foi extinta, porque a Justiça entendeu que o crime prescreveu. As penas somadas chegaram a 20 anos e 9 meses de prisão.

Em 2017, o goleiro chegou a ser solto por uma liminar do Superior Tribunal Federal (STF) e voltou a jogar futebol, atuando no Módulo 2 do Campeonato Mineiro pelo Boa Esporte, mas depois teve a medida revogada e um pedido de habeas corpus negado. Em 27 de abril de 2017, Bruno se apresentou à polícia em Varginha, onde foi preso e levado para o presídio da cidade.

Em junho de 2018, ele passou a trabalhar na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) da cidade, após decisão da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais. Desde então, cumpria pena e trabalhava na unidade, mas teve o direito cassado quando a denúncia veio a público e voltou a ficar somente no presídio.

Bruno cumpriu seis anos e seis meses de prisão em regime fechado. Já em 2017 passou para o regime semiaberto.

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

há 15 horas atrás

Prédio é evacuado após máquina de lavar pegar fogo em apartamento em bairro de Bauru

Prédio é evacuado após máquina de lavar pegar fogo em apartamento em bairro de Bauru
Presos de São Paulo mantêm os estudos em dia durante a pandemia de COVID-19
há 15 horas atrás

Presos de São Paulo mantêm os estudos em dia durante a pandemia de COVID-19

Presos de São Paulo mantêm os estudos em dia durante a pandemia de COVID-19
Frascos de álcool e máscaras serão distribuídos para a rede socioassistencial do estado
há 15 horas atrás

Frascos de álcool e máscaras serão distribuídos para a rede socioassistencial do estado

Frascos de álcool e máscaras serão distribuídos para a rede socioassistencial do estado
Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta-feira
há 15 horas atrás

Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta-feira

Inscrições para bolsas remanescentes do ProUni terminam quarta-feira
Caixa paga hoje auxílio emergencial para 9,4 milhões de trabalhadores
há 16 horas atrás

Caixa paga hoje auxílio emergencial para 9,4 milhões de trabalhadores

Caixa paga hoje auxílio emergencial para 9,4 milhões de trabalhadores