Logo Portal Ternura
16/07 - IBITINGA-SP
° °

CCJ do Senado aprova projeto que torna crime caixa 2 eleitoral

Relatório mantém prisão após condenação em segunda instância. Senadores avançaram na tramitação do pacote anticrime, elaborado pelo ministro Sergio Moro.



Foto: Reprodução

 

Senadores da Comissão de Constituição e Justiça avançaram na tramitação do pacote anticrime. Os projetos são baseados no texto do ministro Sergio Moro.

Foi por um placar de 17 votos a dois que a Comissão de Constituição e Justiça aprovou o projeto que torna crime o caixa 2 eleitoral. O relator, senador Marcio Bittar, do MDB, manteve a pena prevista no pacote anticrime do ministro Sergio Moro: de dois a cinco anos de prisão.

O projeto é terminativo, não precisa passar pelo plenário: vai direto para a Câmara. Em uma rede social, Moro parabenizou os senadores.

A Comissão de Constituição e Justiça também ouviu na quarta (10) a leitura do relatório do senador Marcos do Val, do Cidadania (ES), que trata da prisão após condenação em segunda instância.

No Senado, o pacote anticrime tem três relatores, divididos por temas. Marcos do Val também se baseou no pacote de Moro e manteve a prisão após condenação em segunda instância. Ele retirou do texto o trecho que dizia que, excepcionalmente, a execução provisória da pena poderia não ser realizada.

Para garantir que condenados comecem a cumprir a pena de prisão imediatamente após a condenação em segunda instância, Marcos do Val explicou a mudança: “Para ficar em harmonia com o STF, para que não fosse um problema a inclusão de um texto ou de um artigo específico que pudesse causar aí um desconforto. Então, a gente fez para criar essa harmonia com o STF”.

O próximo passo é votar o relatório na CCJ, depois do recesso parlamentar. Nesta terça (9), na Câmara, o grupo de trabalho que analisa o pacote anticrime tinha excluído do texto a previsão de prisão após condenação em segunda instância.

Como existem dois pacotes anticrime em análise no Congresso, um na Câmara e outro no Senado, vai prevalecer o que for aprovado nas duas casas primeiro. O do Senado está mais adiantado do que o da Câmara.

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Os EUA “estão brincando com fogo”, adverte chanceler iraniano
há 53 minutos atrás

Os EUA “estão brincando com fogo”, adverte chanceler iraniano

Os EUA “estão brincando com fogo”, adverte chanceler iraniano
Amazon deve faturar mais de R$20 bi no feriado que criou para si
há 1 hora atrás

Amazon deve faturar mais de R$20 bi no feriado que criou para si

Amazon deve faturar mais de R$20 bi no feriado que criou para si
50 anos depois de viagem à lua, empresas apostam no espaço
há 1 hora atrás

50 anos depois de viagem à lua, empresas apostam no espaço

50 anos depois de viagem à lua, empresas apostam no espaço
Desemprego e inflação impulsionam inadimplência dos brasileiros no 1º semestre de 2019
há 2 horas atrás

Desemprego e inflação impulsionam inadimplência dos brasileiros no 1º semestre de 2019

Desemprego e inflação impulsionam inadimplência dos brasileiros no 1º semestre de 2019
Cidade do Canadá abre 430 vagas de emprego e recruta brasileiros
há 2 horas atrás

Cidade do Canadá abre 430 vagas de emprego e recruta brasileiros

Cidade do Canadá abre 430 vagas de emprego e recruta brasileiros