Logo Portal Ternura
10/07 - IBITINGA-SP
° °

Pela 1ª vez, pretos e pardos são mais da metade dos universitários da rede pública, diz IBGE

A pesquisa mostra melhoras na educação, mas ainda existe desigualdade grande, segundo o Instituto.


Pela primeira vez, a população que se declara de cor preta ou parda passou a representar mais da metade – o número exato é 50,3% – dos estudantes de ensino superior da rede pública, de acordo com a pesquisa Desigualdades Sociais por Cor ou Raça Brasil, divulgada nesta quarta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Com democratização do acesso ao ensino superior e também com mais jovens se declarando de cor preta ou parda, atingiu-se pela primeira vez essa proporção, de mais da metade. A pesquisa mostra melhoras em geral na educação, mas existe ainda desigualdade grande”, afirmou Luanda Botelho, pesquisadora do IBGE.

Sancionada em 2016, a Lei Federal de Cotas definiu que metade das matrículas nas universidades e institutos federais deveriam atender a critérios de cotas raciais e sociais em quatro anos. Segundo Luanda, a política de cotas explica, contudo, apenas uma parcela da maior presença de negros.

Embora represente agora mais da metade dos estudantes do ensino superior, a população de cor preta ou parda permanece sub-representada, já que representa 55,8% da população brasileira. Para os indicadores educacionais, o instituto baseou-se em indicadores pesquisados em 2018.

Esse maior acesso de pretos ou pardos na educação também está presente nos primeiros anos de estudos. A frequência das crianças de até 5 anos na creche ou escola cresce de 49,1% em 2016 para 53% em 2018. O abandono escolar também diminuiu, embora ainda seja maior do que entre brancos.

Outro indicador em trajetória de melhora é a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade, que passou de 9,8% em 2016 para 9,1% em 2018. A proporção com pelo menos o ensino médio completo cresceu por essa mesma base de comparação, de 37,3% para 40,3%, considerando a população com 25 anos ou mais de idade.

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Estudante picado por cobra naja no Distrito Federal deve sair da UTI
há 3 horas atrás

Estudante picado por cobra naja no Distrito Federal deve sair da UTI

Estudante picado por cobra naja no Distrito Federal deve sair da UTI
Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
há 4 horas atrás

Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
Bolsonaro sanciona lei que suspende pagamento de parcelas do Fies
há 4 horas atrás

Bolsonaro sanciona lei que suspende pagamento de parcelas do Fies

Bolsonaro sanciona lei que suspende pagamento de parcelas do Fies
Flexibilização do isolamento leva 1,3 milhão a voltar ao trabalho
há 4 horas atrás

Flexibilização do isolamento leva 1,3 milhão a voltar ao trabalho

Flexibilização do isolamento leva 1,3 milhão a voltar ao trabalho
Em julho, Museu da Imigração promove lives, podcast e exposição virtual
há 4 horas atrás

Em julho, Museu da Imigração promove lives, podcast e exposição virtual

Em julho, Museu da Imigração promove lives, podcast e exposição virtual