Logo Portal Ternura
24/01 - IBITINGA-SP
° °

Raquitismo hipofosfatêmico ligado ao cromossomo X: doença rara requer atenção

No Brasil, ainda não há um estudo epidemiológico que indique o número exato de indivíduos afetados pela doença


Estima-se que existam entre 6 e 8 mil tipos diferentes de doenças raras em todo o mundo¹, e o raquitismo hipofosfatêmico ligado ao cromossomo X, também conhecido como XLH, é uma delas. O raquitismo hipofosfatêmico é uma enfermidade crônica causada pela deficiência de fosfato, necessário para a formação dos ossos e dentes, para a composição do DNA e para a produção de energia no organismo. É uma doença progressiva, que pode trazer graves consequências para os pacientes e comprometer a qualidade de vida. “A doença causa a perda descontrolada de fosfato pela urina, o que leva a problemas na mineralização dos ossos em crescimento e à osteomalácia (ossos moles/fracos). São comuns deformidades esqueléticas, baixa estatura, fraqueza, dores musculares e ósseas; hipertensão intracraniana pode ocorrer devido às alterações dos ossos do crânio e levar a convulsões. Cirurgias ortopédicas são frequentemente necessárias, tanto para o tratamento das deformidades quanto das fraturas”, explica a Dra. Soraya Sader, endocrinologista pediátrica.

Assim como 80% das doenças raras², a XLH tem origem genética, sendo geralmente herdada da família. Neste caso, devido à sua relação com o cromossomo X, o pai afetado pela XLH transmitirá a condição a todas as suas filhas, mas nenhum de seus filhos será acometido. Já a mãe afetada pela XLH tem 50% de chance de ter um filho ou uma filha com a doença.

A especialista explica que é preciso estar atento. “A XLH é uma condição que tem ampla diversidade de sinais e sintomas. Pernas arqueadas, joelhos desalinhados para fora ou para dentro, baixa estatura, abscessos dentários, dor nos ossos e nas articulações e histórico de fraturas não traumáticas e pseudofraturas são alguns deles. A enfermidade pode ser confundida com outras doenças ósseas, incluindo algumas relacionadas à má alimentação, por exemplo”.

Alguns sintomas são distintos entre adultos e crianças. Nos adultos, calcificações de tendões e ligamentos e perda de audição podem surgir em decorrência da XLH. “Na faixa etária pediátrica, as mamães precisam estar atentas se a criança está apresentando algum atraso no desenvolvimento motor, se a cabeça tem um formato incomum (craniossinostose) e se o crescimento está atrasado ou desproporcional, por exemplo”, completa a especialista. Há, também, sintomas comuns às crianças e aos adultos, como punho e/ou joelhos alargados, dores musculares e ósseas, fraqueza e abscessos espontâneos nos dentes.

Assim como em toda doença rara, fechar o diagnóstico para raquitismo não é uma tarefa fácil. Muitas vezes, o paciente passa por uma longa jornada até saber o que realmente tem - mesmo quando há antecedentes familiares. O médico precisa considerar alguns fatores para o diagnóstico conclusivo: histórico familiar, sinais e sintomas, exames bioquímicos (como exames de sangue e urina que medem a quantidade de fósforo) e exames genéticos -- que podem ser utilizados como prova de apoio. “Quanto mais cedo o paciente for diagnosticado e o tratamento iniciado, menores serão as sequelas deixadas pela doença e, obviamente, mais qualidade de vida ele terá”, conclui a endocrinologista pediátrica.

A doença exige uma abordagem multidisciplinar de cuidados, com médicos especializados - endocrinologistas, ortopedistas, nefrologistas e geneticistas -, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, educadores físicos e dentistas, o que ajuda a melhorar a saúde e a qualidade de vida destes pacientes.

Atualmente, o Brasil já conta com terapia medicamentosa específica para tratar a doença e evitar sua progressão. Até então, o tratamento convencional era somente paliativo, o que não proporcionava a normalização dos níveis de fósforo no sangue, não solucionando muitas das consequências da XLH, como cálculos e calcificações nos rins.


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Bolsonaro afirma que Moro ficará na pasta da Justiça se o Ministério da Segurança for recriado
há 17 horas atrás

Bolsonaro afirma que Moro ficará na pasta da Justiça se o Ministério da Segurança for recriado

Bolsonaro afirma que Moro ficará na pasta da Justiça se o Ministério da Segurança for recriado
Lei anticrime começa a vigorar nesta quinta; confira as novas regras
há 19 horas atrás

Lei anticrime começa a vigorar nesta quinta; confira as novas regras

Lei anticrime começa a vigorar nesta quinta; confira as novas regras
Estresse pode deixar os cabelos brancos, mostra estudo
há 20 horas atrás

Estresse pode deixar os cabelos brancos, mostra estudo

Estresse pode deixar os cabelos brancos, mostra estudo
Após polêmica, time de MT desiste de contratar goleiro Bruno
há 20 horas atrás

Após polêmica, time de MT desiste de contratar goleiro Bruno

Após polêmica, time de MT desiste de contratar goleiro Bruno
MPF recomenda que recurso de Lula contra condenação pelo caso do sítio de Atibaia seja negado
há 20 horas atrás

MPF recomenda que recurso de Lula contra condenação pelo caso do sítio de Atibaia seja negado

MPF recomenda que recurso de Lula contra condenação pelo caso do sítio de Atibaia seja negado