Logo Portal Ternura
20/09 - IBITINGA-SP
° °

Comerciantes de Araraquara usam canudos sustentáveis para evitar plástico

Adequação dos estabelecimentos ocorre desde que uma lei estadual proibiu o material em São Paulo. Valores da multa podem variar entre R$ 503 e R$ 5,3 mil.


Após o canudo de plástico ser proibido no estado de São Paulo em julho, os comerciantes de Araraquara (SP) estão apostando em alternativas para evitar o uso do material. O estabelecimento que descumprir a lei será multado e o valor pode variar entre R$ 503 e R$ 5,3 mil.

Em uma cafeteria da cidade, as bebidas não vêm acompanhadas de canudos de plástico desde março, quando o local iniciou as vendas do item em inox, para realizar a transição.

De acordo com a comerciante Fernanda Gazetto, os clientes receberam bem as mudanças.

"Eu achei que fosse ser um pouco mais difícil, mas não, todo mundo adaptou-se facilmente. As pessoas gostam de saber que a gente fez essa troca", relata Fernanda.

Empresas de Araraquara unem-se para substituir canudos plásticos por sustentáveis.  — Foto: Wilson Aiello/EPTV
Empresas de Araraquara unem-se para substituir canudos plásticos por sustentáveis. — Foto: Wilson Aiello/EPTV

 

Comércio local

 

Os canudos reutilizáveis são adquiridos em uma empresa do município que atende vários estados do Brasil. Além dos produtos em inox, são oferecidas opções biodegradáveis e retráteis.

A empresária Sumaya da Silva Soares, explicou ao G1 que as discussões acerca da proibição do item plástico foi fundamental para a aproximação dos comerciantes locais.

"Eles se aproximaram mais dos produtos sustentáveis para se adequarem e não pagarem multas. É importante estarmos presentes nessa etapa, incentivando e explicando de que forma podemos auxiliá-los nesse processo", argumenta a empresária.

Ela é uma das clientes da cafeteria e carrega consigo uma bolsa com canudo e escova para limpeza, que possibilita uma higienização simples com água e sabão.

 

Proibição do plástico

 

Os canudos de plástico estão proibidos em hotéis, restaurantes, bares, padarias, clubes noturnos, salões de dança e eventos musicais de qualquer tipo, entre outros estabelecimentos comerciais do estado de São Paulo desde 13 de julho.

Eles devem ser substituídos por canudos de papel reciclável, material comestível ou biodegradável, embalados individualmente em "envelopes hermeticamente fechados feitos do mesmo material".

A multa poderá ser aplicada em dobro em casos de reincidência e o valor arrecadado será destinado a programas ambientais.

Lei estadual proíbe uso de canudos plásticos no estado de São Paulo em estabelecimentos comerciais.  — Foto: Wilson Aiello/EPTV
Lei estadual proíbe uso de canudos plásticos no estado de São Paulo em estabelecimentos comerciais. — Foto: Wilson Aiello/EPTV

 

Segundo o secretário de infraestrutura, Marco Penido, a lei objetiva a conscientizar a população sobre os prejuízos que o plástico podem causar a natureza.

"Para nós ele tem o uso muito rápido, mas na natureza ele permanece por muitos anos causando mal a nossa fauna. O que nós precisamos é do entendimento de que temos que juntos buscar o atendimento das nossas necessidades de maneira sustentável, usando alternativas, outros materiais já disponíveis e que não causam malefícios para o meio ambiente", orienta Penido.

O presidente do Instituto Internacional de Ecologia defende que sejam realizadas outras medidas para minimizar o uso do plástico. — Foto: Wilson Aiello/EPTV
O presidente do Instituto Internacional de Ecologia defende que sejam realizadas outras medidas para minimizar o uso do plástico. — Foto: Wilson Aiello/EPTV

 

Outras medidas

 

Ainda assim, o presidente do Instituto Internacional de Ecologia, José Galizia Tundisi, diz que a proibição é importante, mas não resolve o problema do plástico na natureza, para ele, outras medidas devem ser adotadas.

"Primeiro você promulga uma lei que incentiva a reciclagem de plásticos, segundo promulga leis que possam coibir a disposição inconveniente de plásticos em lugares inadequados e terceiro promulga leis que possam ampliar a capacidade de comunicação do problema à população para conscientizá-la", pontua Tundisi.

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Regional

mais notícias

Mulher pisoteada na rua pelo companheiro sofreu mais de 10 chutes na cabeça, diz polícia
há 6 horas atrás

Mulher pisoteada na rua pelo companheiro sofreu mais de 10 chutes na cabeça, diz polícia

Mulher pisoteada na rua pelo companheiro sofreu mais de 10 chutes na cabeça, diz polícia
Caminhão desgovernado bate em poste e muro de padaria em Borborema
há 6 horas atrás

Caminhão desgovernado bate em poste e muro de padaria em Borborema

Caminhão desgovernado bate em poste e muro de padaria em Borborema
10ª Ceagesp em Flor tem início nesta sexta-feira em Bauru
há 6 horas atrás

10ª Ceagesp em Flor tem início nesta sexta-feira em Bauru

10ª Ceagesp em Flor tem início nesta sexta-feira em Bauru
Mulher é pisoteada por companheiro no meio da rua enquanto pessoas assistem à cena em Marília
há 1 dia atrás

Mulher é pisoteada por companheiro no meio da rua enquanto pessoas assistem à cena em Marília

Mulher é pisoteada por companheiro no meio da rua enquanto pessoas assistem à cena em Marília
Fragmentos de meteoro visto por moradores caíram perto de Japurá
há 1 dia atrás

Fragmentos de meteoro visto por moradores caíram perto de Japurá

Fragmentos de meteoro visto por moradores caíram perto de Japurá