Professora aposentada se comove com condições precárias de perua de catador e busca ajuda

Ela doa materiais recicláveis há oito anos para o trabalhador em Rio Claro. Veículo tem assoalho furado, retrovisor improvisado e tanque de combustível a mostra.

Compartilhe:


Foto: Divulgação
 

Uma professora aposentada de Rio Claro (SP) criou uma vaquinha online para melhorar as condições de trabalho de um catador de recicláveis.

O objetivo é arrecadar R$ 15 mil para trocar a kombi utilizada na coleta dos materiais, que está velha e sem condições de ser utilizada. Quem quiser contribuir, pode acessar o site e doar a partir de R$ 25.

 

Coleta de materiais

 

Antônio de Souza, de 61 anos, e Dulcinéia Marcolino de Souza, de 59, são casados há 43 anos e, desde 2007, trabalham com materiais recicláveis. Seis dias por semana eles saem de madrugada percorrendo os bairros da cidade em busca de papelão, alumínio, vidro e plástico.

A atividade garante o sustento da família, apesar do pouco dinheiro que traz comparado ao esforço que é exigido. Segundo o catador, nas últimas semanas o preço do quilo do vidro estava cotado em R$ 0,12, o do papelão R$ 0,35 e o do plástico R$ 0,90.

A única ajuda que o casal tem para facilitar o trabalho é uma kombi, fabricada em 1976, que já foi comprada bem usada, por volta de 2012. Agora, o veículo está em péssimas condições, com assoalho furado, retrovisor improvisado e tanque de combustível à mostra.

“Já não está mais em condições né, está com muitos problemas de lataria, mecânica”, afirmou Souza.

 

Vaquinha

 

Nesses anos todos de coleta, ele cooptou 250 pessoas que separam o lixo reciclável para a coleta. Entre elas está a professora aposentada Vergínia Maria Ramos, que há oito anos doa os materiais para o catador.

Percebendo as más condições do veículo de Souza, ela decidiu criar a campanha solidária com a ajuda de uma filha que mora nos Estados Unidos.

“Eu acompanho a condução do seu Antônio que está completamente fora de uso, então conversando com a minha filha resolvemos fazer essa vaquinha e arrecadarmos pelo menos uma parte do dinheiro para fazer a troca [do veículo] para ele”, contou a professora.

A iniciativa deixou Souza esperançoso. Ele não acessa a internet, nem as redes sociais, mas sabe que tem uma grande torcida.

“Isso aqui é meu ganha pão, meu e da minha esposa, onde eu tiro meu sustento para a minha família e a gente ajuda também outras pessoas que, às vezes, precisam da gente”, disse.

 

 

Fonte: G1

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Publicidade

Mais notícias sobre Regional

Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu precisa de doações

Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu precisa de doações

Polícia prende idoso suspeito de pedofilia que foi flagrado com crianças em rancho no interior de SP

Polícia prende idoso suspeito de pedofilia que foi flagrado com crianças em rancho no interior de SP

É de Ribeirão: novo milionário da Mega-Sena

É de Ribeirão: novo milionário da Mega-Sena

Polícia Rodoviária apreende 148 celulares e 500 pendrives na SP-330 em Pirassununga

Polícia Rodoviária apreende 148 celulares e 500 pendrives na SP-330 em Pirassununga

Publicidade

Mais notícias sobre Regional

Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu precisa de doações

Hemocentro do Hospital das Clínicas de Botucatu precisa de doações

Polícia prende idoso suspeito de pedofilia que foi flagrado com crianças em rancho no interior de SP

Polícia prende idoso suspeito de pedofilia que foi flagrado com crianças em rancho no interior de SP

É de Ribeirão: novo milionário da Mega-Sena

É de Ribeirão: novo milionário da Mega-Sena

Polícia Rodoviária apreende 148 celulares e 500 pendrives na SP-330 em Pirassununga

Polícia Rodoviária apreende 148 celulares e 500 pendrives na SP-330 em Pirassununga

Publicidade